Criatividade na Gestão de Empresas

Criatividade na Gestão de Empresas = Gerar idéias é melhorar a nossa qualidade de vida e nosso desempenho profissional. Mas para que essas coisas aconteçam, é preciso ser criativo.

E, neste caso, viver melhor significa conservarmos nossos empregos, aumentar nossos salários, manter uma vida sentimental plena, solucionar nossos problemas novos ou antigos com segurança e eficiência  e atender cada vez melhor nossos clientes.

Para as empresas, criatividade é garantia de desenvolvimento e de aumento da qualidade de seus produtos e serviços. Na maioria das vezes, nós mesmos bloqueamos nossa criatividade, porque somos inibidos, ou porque não nos achamos criativos.  Erro!

A criatividade é intrínseca ao ser humano, qualquer um pode participar deste processo, gerando idéias em todos os campos de atividades humanas.

Conteúdo Programático

  • A diferença
  • Criatividade
  • Criação
  • Ver e pensar
  • Criando hábitos
  • A balança
  • A zona de conforto
  • Como sair da zona de conforto
  • Por que sair da zona de conforto?
  • Definindo caminhos
  • Criatividade é privilégio de alguns?
  • Desinibição e autoconfiança
  • Crenças limitantes
  • Bloqueios à criatividade
  • Habilidades mentais e inteligência
  • Assuma posturas criativas
  • O primeiro passo
  • Produtos competitivos
  • Profissionalismo
  • Atualização
  • A gestão da criatividade nas mudanças
  • Mas por quer mudar?
  • A coragem da inovação
  • Segundo passo
  • Os irmãos coragem
  • A luta pelo mercado
  • O poder
  • O sucesso não é nada
  • O empresário inovador
  • Assumir riscos
  • Persistência
  • Liderança
  • Organização
  • Inovador
  • Jogo de cintura
  • Senso de oportunidade
  • Visão global da organização
  • Estar atualizado

Baixos índices de desistência

No sistema de turmas o aluno encontra pessoas de diversos níveis, ritmos e faixas etárias diferentes.
E quando um aluno não consegue acompanhar a turma ele fica desmotivado e acaba desistindo do curso. No nosso SISTEMA o método de ensino individual respeita o ritmo de aprendizado e assimilação de cada aluno. E assim ele pode apresentar o conteúdo das aulas quantas vezes forem necessárias não dependendo do professor. Se o aluno tiver alguma dúvida ele pode retornar sozinho ao ponto que não entendeu da aula interativa sem que o restante da classe tenha de esperar. Por isso, evitando assim uma situação de constrangimento.